Intensificadas ações de combate ao Aedes Aegypti

 

 

O Controle de Vetores de Presidente Epitácio – Covepe,  está intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus, principalmente através de visitas domiciliares.

As ações estão sendo desenvolvidas todas as quintas-feiras envolvendo cerca de 60 agentes comunitários, oito agentes de endemias e seis agentes visitadores, realizando conscientização para eliminação de criadouros do mosquito.

“Não há como realizar o trabalho de prevenção dessas doenças, dengue, leishimaniose, chikungunya e zika vírus, sem a participação da população. Basta que uma casa deixe de realizar a limpeza para que a larva do Aedes se desenvolva”, alerta um dos agentes que participam dos trabalhos.

Na quarta-feira, dia 3, foi iniciado o levantamento da Avaliação de Densidade de Larvas (ADL) do mosquito Aedes Aegypti, cujo resultado norteará o planejamento das ações referentes ao ano de 2018.  As ações visam, principalmente, à diminuição dos índices de recipientes contaminados com ovos e larvas do mosquito Aedes Aegypti.

Conforme dados do Covepe, foram notificados de 1º a 31 de dezembro de 2017, 143 casos suspeitos de dengue, sendo 132 casos negativos, quatro casos positivo de dengue clássica e um caso positivo importado, sendo que seis ainda estão sendo aguardados resultados. Ainda de acordo com a estatística, o Covepe constatou a diminuição de 96% dos casos de dengue de 2017 em comparação ao ano de 2016.

Especialistas do setor ressaltam que é importante que a população saiba que, além do trabalho realizado pelo poder público, os cidadãos são responsáveis pela limpeza de seus quintais e mesmo pela produção e “guarda” do lixo produzido em suas casas e/ou estabelecimentos comerciais, até o momento do descarte do lixo, que deve estar devidamente embalado para ser recolhido.




 
 
 

 

 
   
 

 

 
   
   
   
   
   
   
   

 

Atualizado: 10/01/2018 às 11h00