Cidade Hotelaria Gastronomia Diversão Comércio Saúde Classificados Tel. Úteis

 
Rodovia terá 18 Túneis para animais; ONG contrária a instalação fica parcialmente satisfeita  

Os pontos da Rodovia Raposo Tavares com maior incidência de atropelamento de animais silvestres terão passagens de fauna construídas ou reformadas. A escolha dos locais foi feita a partir de um levantamento realizado durante cinco anos pela CART. Também foi levado em consideração um estudo do ecossistema da região, que apontou onde as populações de mamíferos e répteis são maiores – em geral, perto de rios.

O projeto de duplicação da Rodovia Raposo Tavares previa a construção de 12 passagens de fauna, no entanto após solicitação da Apoena – Associação e, defesa do Rio Paraná, Afluentes e Mata Ciliar e do PRODERPP Núcleo de Desenvolvimento da Região de Presidente Prudente, entre os quilômetros 576 a 664 (de Álvares Machado a Presidente Epitácio) serão 18 pontos de passagem.




“Ao invés da Artesp (Agência de Transporte de São Paulo) atender à solicitação, vão reformar as passagens existentes e construir seis a mais do que o previsto. Para nós atendeu em partes, pois, em tese, a mureta tinha a problemática relacionada ao meio ambiente, além de impedir infiltração de água em dias de chuva, os animais não podem cruzar a rodovia”, disse Otávio Marinho, secretário da Apoena.

A Apoena e o PRODERPP solicitavam canteiros centrais dividindo a rodovia. Tanto por questões de segurança dos animais quanto dos motoristas.

As passagens de fauna são túneis construídos ou adaptados sob o asfalto para evitar que os animais cruzem a pista. Nos pontos de incidência de animais de médio e grande porte, também são fixadas telas dos dois lados da rodovia, formando uma barreira que guia o animal até a passagem segura debaixo da pista.

O investimento total da CART neste projeto será é de mais de R$ 4 milhões. Entre os quilômetros 576 e 654 os túneis ainda estão sendo construídos ou adaptados. Neste trecho ainda, são previstas mais 226 secções nas barreiras “New Jersey” (que separam as pistas), A previsão é de que as obras terminem até o final de 2014.

De acordo com Marinho, a principio, não será aberta nova ação pública. “Estamos aguardando. A expectativa é de que as muretas não cheguem até presidente Epitácio”.

Sinalização na Rodovia

Dentro do projeto Passagem de Fauna, placas de advertência do tipo “Animais Selvagens” (modelo A-36), serão locadas entre 50 e 80 metros das proximidades das regiões com maior incidência de animais. É dever do motorista é reduzir a velocidade no trecho. Não é indicado buzinar ou acender o farol alto, já que a reação do animal é imprevisível. A concessionária possui viaturas e equipes treinadas para resgatar os animais e soltá-los em segurança na natureza.

 

atualizado:2605/2014 às 10h21