Cidade Hotelaria Gastronomia Diversão Comércio Saúde Classificados Tel. Úteis

 
Conselho tutelar aponta que Epitácio teve 13 casos de violência contra crianças em 2013  

O Conselho Tutelar de Presidente Epitácio registrou no ano passado, 13 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Os dados foram divulgados no dia 20/05 pelo órgão devido à passagem do Dia Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no domingo, 18 de maio.

Conforme o balanço, foram sete registros no 1º semestre do ano passado e seis no segundo, índice alto comparado ao Estado de São Paulo. No entanto, o número de casos, deve ser maior. “Como são crimes velados, existe um constrangimento tanto por parte do menor quando abusado quanto da família que descobre o problema. Desta forma, boa parte dos casos não chega a nosso conhecimento”, afirma o conselheiro tutelar, Fernando Olmo. Os dados dos quatro primeiros meses deste ano ainda não foram computados.




Outro dado assustador é o de que 80% dos crimes contra crianças e adolescentes acontecem no seio familiar. “São pessoas que têm acesso às crianças, na maioria dos casos que fazem parte da família. Há nos nossos registros caso em que a genitora até soube do abuso sexual de sua filha pelo seu companheiro, contudo, para manter a relação com o ‘criminoso’, preferiu não denunciar a violência", frisou o conselheiro.

Nas escolas, Olmo salienta que o professor que tem contato direto com os alunos deve ter sempre um canal aberto e há qualquer suspeita que faça contato com os órgãos competentes. “As crianças reproduzem o que vivenciam com brinquedos, desenhos e até mesmo revelam detalhes aos colegas. Um hematoma, uma fala diferente já pode revelar casos e deve ser comunicado, primeiramente à direção da escola que por sequência, deve nos contatar”, orienta.

Sobre denúncias, o conselheiro acrescenta que o Disque 100 pode ser utilizado assim como procurar pelo Conselho Tutelar, que em Presidente Epitácio fica localizado na rua Vitória, nº 8-71, Policias Militar e Civil ou mesmo a Delegacia da Mulher e Promotoria de Justiça, que de forma anônima cuidarão dos casos. “É preciso denunciar. Esses crimes causam dor que são carregadas para sempre. Não se pode ser negligente quanto ao assunto”.

TURISMO SEXUAL

Uma peculiaridade característica de Presidente Epitácio e, exposta pelo Conselho Tutela, é quanto às denúncias sobre o turismo sexual existente no município. “Nossa cidade é ribeirinha e recebe visitas de turistas que vêm para pescar e se divertir. A exploração sexual de menores faz parte dessa diversão e também tem sido alvo de investigação”, acrescenta.

CRIME HEDIONDO

A Lei do Crime Hediondo (8.072/90) já prevê essa classificação para outros dez crimes graves, como estupro de crianças e adolescentes menores de 14 anos e pessoas vulneráveis (que não têm condições de discernimento para a prática do ato devido à enfermidade ou deficiência mental), latrocínio e sequestro seguido de morte.

Para Olmo, a conquista é um avanço. “Com certeza, é uma das contribuições inestimáveis que os parlamentares deram para eliminar essa forma de violência”.

Onde denunciar
Disque 100
Conselho Tutelar – (18) 3281-1833
Polícia Militar – 190
Polícia Civil – 197
Delegacia da Mulher – (18) 3251-1421

Fernando Olamo com informações do Jornal "A Fronteira"

 

atualizado:22/05/2014 às 11h25