Cidade Hotelaria Gastronomia Diversão Comércio Saúde Classificados Tel. Úteis

 
Adesão do Sesi ao projeto de “Peixe na Merenda Escolar" é vista como positiva para cidade  

Uma parceria firmada entre o SESI e o Ministério de Pesca e Agricultura (MPA) introduzirá peixe na merenda escolar. O convênio firmado em 14 de maio prevê estimular o consumo de pescado, numa proposta de alimentação mais saudável e nutritiva, por meio da metodologia do programa Cozinha Brasil, do SESI. Além de capacitar merendeiras e gestores de escolas públicas dentro do projeto "Qualificação da oferta e consumo de pescado na alimentação escolar".




Jair Meneguelli presidente do Conselho de Administração do Serviço Social da Indústria (SESI) concordou seguir o projeto de lei “Peixe na Merenda Escolar” criado como base teste em 2010.

Em 2011 Roberto Gorre, presidente da Colônia de Pescadores Jorge Tibirá Z-24 de Presidente Epitácio, apontou que havia um “abismo” no entendimento de quais eram espécies de pescado para a pesca profissional e quais as espécies interessantes para a pesca amadora. Foi iniciada a luta para mitigar os problemas na pesca extrativista, entre demanda de consumo e atividade pesqueira desordenada.

Com 80% do total comercializado em peixes no “Pescados Santa Paula” de origem do cultivo, a empresa tornou-se o fornecedor.  A prefeitura de Epitácio sob a administração de José Antonio Furlan introduziu nas escolas públicas peixe pelo menos duas vezes por mês na merenda, sendo assim o consumidor.

Para Eduardo Schebuk do projeto Cidade Verde a adesão do SESI reflete na “nossa luta em transformar o Oeste Paulista e o Leste do Mato Grosso do Sul, num polo regional de produção de peixes comerciais e processamento de pescado”.

 

atualizado:22/05/2014 às 12h35