Cidade Hotelaria Gastronomia Diversão Comércio Saúde Classificados Tel. Úteis

 
Obras sobre as faixas de rolamento ficam suspensas até fim do feriado prolongado  
 

As obra que interfiram no tráfego das rodovias, como por exemplo as que exijam adoção de “Pare e Siga” e estreitamento de pista, foram paralisadas no dia 30 de abril de 2014 até as 23h59 de ontem (01/05), por causa do feriado do Dia do trabalhador. As intervenções na Raposo Tavares também ficarão paradas durante todo o domingo (04 de maio), por ser a data do retorno para casa.

Na saída do feriado e no retorno para a casa, sobre as faixas de rolamento poderão ser realizadas somente intervenções emergenciais, com o objetivo de restabelecer a normalidade viária, quando necessário. Já as obras de duplicação que a CART vem realizando na faixa de domínio, que não interferem no eixo principal das rodovias, serão mantidas.

A medida foi tomada pela Cart – Concessionária Auto raposo Tavares que administra o trecho da rodovia, em função da expectativa de aumento de tráfego no Corredor.

Para a fluidez no tráfego, a CART reforçou suas equipes de socorro médico e mecânico e nas praças de pedágio na saída e no retorno do feriado do Dia do Trabalho.

Se for dirigir e enquanto estiver dirigindo, não consuma nenhum tipo de bebida alcoólica. Além do risco de envolver-se em acidente, o motorista fica sujeito às penalidades da Nova Lei Seca – Tolerância Zero. Se ao fazer o teste do bafômetro, o resultado for maior que 0,05 miligramas de álcool por litro de ar, o motorista é multado em R$ 1.915,40, uma infração gravíssima, e fica impedido de dirigir por um ano. Na prática, o motorista não pode consumir nenhuma substância que contenha álcool.

Suporte ao usuário
A Concessionária mantém 12 bases SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), que funcionam 24 horas com atendimento informatizado.

Na rodovia, o usuário pode solicitar socorro médico e mecânico da CART e informar anormalidade usando os telefones de emergência instalados a cada um quilômetro nos trechos duplicados. Ou ainda pelo telefone de emergência 0800 773 00 90.




 

 

atualizado:02/05/2014 às 09h24